quarta-feira, 1 de maio de 2013

And is time to say GOOD BYE... Parte 2

Continuando..

   Fizeram (compraram) um bolo de good bye... E eu olhei e eu ja sentia a palavra 'miss' correndo no meu corpo, a saudade, apesar de nao estar longe, ja estava presente.. E assim terminamos de jantar, felizes, mas tristes ao mesmo tempo.


   Fui com as meninas pro meu quarto, pra terminar de arrumar minha mala e esperar passar o tempo, pois a Vanessa (lembra dela no outro post?), estava vindo pra me ver pela ultima vez antes de eu partir. E juntar a trupe novamente. Rimos e choramos naquele quarto, comecei a pensar, "nossa, ultima vez que eu vou passar a noite nesse quarto, ultima vez..." E como essa expressao grudou na minha cabeça naqueles dias e eu ja nao suportava mais. Era estranho, porque a alguns dias atras TUDO que eu queria era pegar o primeiro aviao pro Brasil e me mandar.. Agora aquele sentimento tinha passado eu queria ficar mais, queria aproveitar mais, viver mais.. Dai eu me lembrava do porque a minha decisao de voltar, e tudo ficava na balança medindo quem tinha mais peso.. 
   As kids foram dormir e eu dei um super beijo e abraço nelas, era a ultima vez que eu beijava elas antes de dormir... Com um tempo, la fomos nos, eu, Daisy e Mathilde, para a estacao de trem esperar Vanessa chegar. Claro que aproveitamos o tempo no carro, conversamos besteiras e pela primeira vez eu botei gas by myself no carro (da Daisy, porque no meu eu nunca coloquei!! Vergonha...). Foi divertido e estranho! E nossa é tão facil, é so digitar na maquina quanto voce quer de gas, pagar, e colocar o troço no tanque e apertar o gatilho!! o/ huahuahuahu 


   Finalmente a Vanessa chegou, e ai começou a bater o sufoco, o nó na garganta. Minhas amiguinhas lindas que eu ganhei nos EUA, que me escutaram quando eu tava querendo desabafar, que me ajudaram no ingles quando eu nao sabia a palavra, que pegaram a estrada comigo e que finalmente me acompanharam crescendo... Eu nao queria me despedir.. E aquela mesma 'dor' que eu senti ao dizer 'tchau' em casa, eu estava sentindo ao dizer 'adeus' pra elas.. (Sim e lá estava também o namorado americano da Daisy, hoje marido!!! MUITO FELIZ por eles!!!) 


 














   Sempre escutei, fosse por parte do pessoal do Big Brother ou de outras pessoas que fizeram intercambio. Que as amizades feitas fora do nosso convívio habitual, sao muito mais intensas e voce senti como se aquela pessoa fosse sua amiga ja a muito tempo. E era assim que eu me sentia com elas, Faby simplesmente era Faby, nada mais, nada alem. Eu falava demais, bagunçava demais, queria sempre conhecer um lugar novo ou fazer alguma programaçao diferente e eu sempre levava elas, e como elas fizeram diferença. Levo agora elas pra vida toda! Seja a professora de ingles que sempre estava me corrigindo e me ajudando e me escutando MUITO (nossa como eu falava sem parar), Mathilde, fosse a timida e inocente, com aquela risadinha de vergonha que SÓ ela sabe fazer, Daisy, ou as desventuras em serie 'meu', Vanessa.. Obrigada meninas!!

  E a hora passou correndo, nem a vi.. A Vanessa ja tinha que pegar o proximo trem, e a minha noite começou a terminar de vez, mas os sentimentos de adeus ainda me perseguia e a angustia nao passava. Eu falei tchau pra elas e voltei pra casa, e me derramei um pouco sozinha, com medo de partir. E ja nao conseguia pensar na manha seguinte, onde eu falaria adeus para os meus pequenos, hosts, cachorro, casa... pra minha vida nos EUA!

  
E volto depois pra terminar...

Beijinhos,

Faby

4 comentários:

Mandy Anita disse...

Oie Faby,
Que bom que tu voltou a postar!
Deu ate um nó na garganta, despedidas são sempre complicadas...
Bjs

* Nay * disse...

AaaaiiI!!!!!
:(
a despedida é sempre difícil neh?! :(

Jéssica Moura disse...

Faby! Voltei pro blog jkkkkk Jesuiiis, esse tempo fora e vc ja viajou e ja ta indo embora?! Despedidas .. Sempre tristes neh? Haha tudo de bom pra vc! Bj

Suelen Cristina disse...

Faby, quase chorei lendo seu post! A minha despedida disso tudo esta quase chegando e aiii, que dificil viu?! rs...
Beijoss